Diversificar para proteger o patrimônio

Nas últimas semanas, foram registradas quedas nas bolsas de valores de todo o mundo, desvalorização de moedas, interrupção de operações de diversas empresas, queda no valor de commodities e um receio global que levou o mercado à incertezas que nunca havíamos testemunhado, apenas comparáveis à crise de 2008 a 2009, ou até mesmo à crise de 1929.

Por isso, uma das questões que mais tem gerado dúvidas durante essa crise provocada pelo novo Coronavírus é: como proteger o patrimônio durante um período de incertezas tão grandes? Segundo a análise dos nossos curadores, o caminho certamente está na diversificação de investimentos. Enquanto sua carteira perde em um campo, pode estar sendo valorizada em outro, ou ao menos pode ser menos volátil.

As baixas durante a crise

Durante esta crise, estamos vendo muitas pessoas contabilizando e lamentando suas perdas financeiras, que não podem ser ignoradas. Também vemos, com frequência, que alguns acionistas simplesmente não se mexeram e deixaram seus investimentos parados, principalmente aqueles que estão habituados com a bolsa. Isso ocorre porque muitos desses investidores têm suas carteiras bastante diversificadas, o que dá a eles a capacidade de gerenciar seu patrimônio e assegurar seus bens.

Análise de gráficos.

Glebba é mais uma opção de investimento

A Glebba Investimentos é uma ótima opção para diversificar seus investimentos e, assim, compor uma carteira saudável e rentável. Não nos posicionamos como uma opção única de investimento pelo motivo de que o melhor é nunca ter uma opção de investimentos exclusiva, e sim “mais uma”. Você deve pensar em nosso produto como composição de carteira, e não apenas como investimento.

Evite pensar em perfil de investidor, embora este seja um conceito real. Pense sempre com o perfil de investimento, já que cada modalidade possui características diferentes quanto ao prazo, risco da aplicação, rentabilidade (geralmente associada ao risco e prazo), custos, taxas e impostos. Estes fatores devem ser levados em conta na hora de compor a sua carteira.

Tipos de investimentos

Existem vários tipos de investimentos, como os de renda fixa, geralmente associados a um risco um pouco menor e que possuem uma regra pré-definida de rentabilidade. Entre os exemplos mais comuns temos CDBs, LCI, LCA, LC, debêntures, Fundos de Investimentos e Tesouro Direto. Já os de renda variável são um pouco mais complexos, já que, em geral, não possuem regras de rendimentos pré-definidas e, por isso podem render de forma variada, dependendo de diversos fatores do mercado, como a safra, produção, quadro econômico, entre outros. Neste caso, os mais comuns são Ações, Fundos de Ações, Fundos Multimercados, FIIs, ETFs, Commodities e COE (Certificado de Operações Estruturadas).

E para quem ainda se pergunta qual o melhor tipo de investimento, principalmente com os últimos acontecimentos, a resposta que você sempre terá de especialistas é que não existe um investimento melhor, e sim tipos diferentes que podem gerar rentabilidade, dependendo da situação do mercado. Por exemplo, é possível ganhar muito com investimentos variáveis, por alguma situação favorável do mercado, o que é uma característica muito interessante deste tipo de investimento. Já os investimentos de renda fixa são mais conservadores e podem não trazer grandes surpresas, o que é positivo, pois o que se espera é que, para esse tipo de renda, o resultado seja aquele previamente combinado.

Investindo na Glebba

Na Glebba você tem um tipo de investimento um pouco diferente desses que listamos. Ele pode ser classificado como renda fixa, porém, com uma característica bastante especial, já que somos uma CII (Crowdfunding de Investimento Imobiliário). O investimento é lastreado em ativos reais. Portanto, mostramos uma forma diferente de valorização. Não dependemos de especulações do mercado, no geral, apenas do desenvolvimento dos empreendimentos e, em alguns casos, nem disso. Por esse motivo, nosso processo de seleção de ofertas é tão rigoroso. Assim, podemos investir apenas quando temos convicção de retorno, reduzindo consideravelmente os riscos dos investidores.

Para aumentar ainda mais a segurança, criamos o Rating Glebba, que é uma classificação atribuída aos investimentos. Dessa forma, é possível ter uma visão melhor de cada oferta publicada na plataforma.

Rating da Glebba

Depois de dada a classificação, analisamos se o empreendimento possui mecanismos financeiros para honrar essa faixa de rentabilidade com os investidores. Se a análise for positiva, seguimos em frente com nosso processo de seleção.

Abaixo, o valor do CDI considerado é com data base em março de 2020, equivalente a 3,65% ao ano.

ClassificaçãoRentabilidade relativaRentabilidade absoluta
A1230% do CDI8,40% ao ano
A2270% do CDI9,85% ao ano
B1310% do CDI11,32% ao ano
B2350% do CDI12,77% ao ano
C1390% do CDI14,24% ao ano
C2420% do CDI15,33% ao ano
D1460% do CDI16,79% ao ano
D2500% do CDI18,25% ao ano

Dessa forma, é possível ao investidor optar por um investimento de acordo com aquilo que ele busca para sua carteira naquele momento.

Por fim, o que sugerimos é que você conheça bem seus investimentos e tente, ao máximo, diversificá-los, pelo menos a uma razão de 20, 30 e 40%. O grupo de 40% deverá ser focado no investimento que mais combina com o seu perfil.